Artigos Audição Infantil

Qual a idade auditiva de seu filho? 

idade auditiva
Luciana Garolla
Escrito por Luciana Garolla

Você sabia que após a adaptação dos aparelhos auditivos, seu filho passa a ter uma “ idade auditiva ”? Esse é o tempo APÓS o início do uso EFETIVO dos aparelhos auditivos, ou seja, a partir de quando ele realmente passou a ouvir todos os sons, e principalmente a fala. 

Explicando em detalhes, é mais ou menos assim: seu filho foi diagnosticado com uma perda de audição de grau severo aos 6 meses de idade. Mas ele só começou a usar os aparelhos auditivos  quando ele já tinha 1 ano e 6 meses. Hoje, ele tem 3 anos, mas sua “ idade auditiva ” é de apenas 1 ano e 6 meses, ou seja, a idade auditiva é a idade cronológica da criança menos a idade em que ela começou a usar os aparelhos auditivos. 

É importante lembrar que os aparelhos auditivos podem ajudar seu filho a desenvolver suas habilidades auditivas, mas os resultados não serão instantâneos e aí é que entra o conceito de “ idade auditiva “. O primeiro dia de uso dos aparelhos auditivos conta como o primeiro dia de audição, e essa informação precisa ser considerada no processo de reabilitação.  Não é porque seu filho tem 3 anos e está usando aparelhos auditivos, que ele terá um desenvolvimento de fala e linguagem como o de uma criança ouvinte de mesma idade, entendeu?  

Assim, a maneira mais eficaz de ajudar o seu filho a desenvolver suas habilidades de audição é estimular a criança através de atividades adequadas à sua idade auditiva. Mas atenção: atividades fáceis demais podem desestimular a criança, ao passo que atividades muito difíceis podem fazer com que ele desista de querer aprender. Então o que fazer?  

Para ajudar você no desenvolvimento das habilidades auditivas de seu filho, o primeiro passo é determinar o estágio auditivo que a criança se encontra neste  momento para então fazer a estimulação e desenvolvimento das habilidades sequenciais seguintes.  Aqui vão os estágios de desenvolvimento das habilidades auditivas. 

  1. Detecção auditiva: É o primeiro estágio e se refere a quando a criança consegue perceber apenas a presença e ausência do som. 
  2. Discriminação auditiva: quando ele (a) já discrimina dois ou mais estímulos dizendo se são iguais ou diferentes.  
  3. Reconhecimento auditivo:quando ele (a) identifica o som, classificando-o e nomeando o que ouviu, repetindo ou apontando o som.
  4. Compreensão auditiva:quando a criança consegue entender os estímulos sonoros. Nessa fase ela já responde perguntas, segue instruções e conta estórias.

Lembre-se que o trabalho auditivo começa sempre com a simples detecção do som, caminhando gradativamente para a discriminação, reconhecimento e finalmente compreensão da informação auditiva com significado.  

Para ajudar neste processo, fique sempre alerta a cada som novo no ambiente. Uma atividade simples consiste em apontar para sua orelha, chamando a atenção dele ao som dizendo: “shhh, escute. O que é isso? É um carro?”. Chame a atenção dele para os diferentes sons no ambiente e nomeie cada um deles. Lembre-se que não é possível haver compreensão sem antes passar pelos estágios de detecção, discriminação e reconhecimento dos sons. Então tenha paciência, seja persistente e comece a estimular as habilidades auditivas de seu filho hoje mesmo. Quando você menos esperar, ele já estará conversando com você! 

Deixe um Comentário